Compartilhando

6 de março de 2011

Música – uma estranha

Filed under: Uncategorized — vergaranunes @ 15:25

Esta reflexão recebi da Sueli, por email, que me autorizou compartilhá-lo aqui.
elton
___________________


Pessoal, escrevi um pequeno texto sobre música na minha vida:

Vocês já pararam para pensar que os surdos ás vezes se pegam pensando e perguntando que talvez nunca irão ter respostas, eu mesma  nunca tive a resposta.

 As perguntas que fazemos são:

 Como é o som?
 O que é ouvir?
 Faz cosquinhas nos ouvidos?
 Como será que é a voz, de homem e de mulher?
 Deve ser fenômeno?
 Diferente?
 Qual é a sensação de ouvir?
 Como entra na orelha?

 

Gente, eu me pergunto sempre, e neste momento estou com estas  perguntas… e fico pensando… é estranho, a curiosidade e não há  dinheiro no mundo que possa me fazer conseguir ter isso…  aparelhos… nunca aproxima o ouvido humano, nem o tal implante  coclear, nem… sei lá.
 
Fico imaginando que deve fazer cosquinhas… cabelinhos dentro das  orelhas… cores dentro da orelha… sensação diferente além de que  conheço, que sensação é?
 
Será que a tradução da música pelas mãos tem o mesmo efeito de  ouvir, e que tal fazer somente sinais das músicas sem o som da música  para acompanhar… e me digam se é o mesmo… é uma curiosidade que  me persegue.
 
Música…. você é muito estranha para mim, não faz parte do meu  mundo… não sei quem é você… às vezes voce provoca sentimentos nas  pessoas, elas choram, gritam, dão risadas, se abraçam, por quê? quem  é voce? para provocar tanto alvoroço, pessoas ficam enlouquecidas  quando te ouvem… ficam alucinadas, quem é você? que notas são essas?
 
Instrumentos musicais, a ferramenta da música, também não têm valor  para mim… eu passo vejo os instrumentos em algumas lojas e vejo  que são tão sem graça, e ao mesmo tempo, bonitos pela aparência… mas  representam um perigo para mim… pois estes instrumentos me fazem  pensar que jamais posso saber o valor deles… eles sim me provocam um  sentimento de impotência, perguntas sem respostas, me deixando  somente na ilusão… imaginação…
 
É horrível este sentimento de poder ver, saber que ele provoca  certos sentimentos nas pessoas privilegiadas e que não posso jamais  saber a essência…
 
Será que devo passar a eternidade sem poder conhecer?
 
Decidi que ouvir um som abafado pelo sussurro é entender que  algumas coisas são inexplicáveis, e permanecerão para  sempre… imutáveis, meus ouvidos se renderam ao silêncio… olhei-me  atentamente para ver quem sou… e decidi me ver como realmente  sou… os meus ouvidos me guiaram ao conhecimento… as minhas  mãos… os meus olhos… significa reconhecer que não sou  perfeita… que não preciso de todas as respostas… percebi que a  minha deficiência, me faz ter desejos ocultos, fraquezas que não  podem ser confessadas… rasguei-me por dentro… significa me tornar  mais fria… ou mais quente… chegar ao extremo em busca da  perfeição… que alto preço a se pagar… entretanto, não abro mão  para a perfeição, sofrerei , terei decepções… mas serei mais  tolerante, mas minha busca será eterna.

Profa.Sueli Ramalho Segala
Coordenadora de Inclusão/Intérpretes Libras
Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: