Compartilhando

23 de fevereiro de 2015

Fundação Dorina Nowill para Cegos não nos representa!

Filed under: Uncategorized — vergaranunes @ 22:49

O Movimento Cidade para Todos, formado por pessoas cegas e com baixa visão em todo o país, vem a público manifestar seu total repúdio à campanha intitulada “Ilumine o futuro de milhares de pessoas com deficiência visual”.

Com um choroso e lamentável vídeo apresentado pela atriz Nicette Bruno, a Fundação Dorina Nowill para Cegos pede doações no valor de 1 real para “ajudar as milhares de pessoas cegas por todo o país que vivem uma vida triste e solitária”, mais uma vez estigmatizando as pessoas com deficiência visual como incapazes e dignas de pena, de maneira cruel e absolutamente inadmissível.

11016080_563735977096560_1043393620600722895_n

(foto em que um homem vestido de terno olha para uma máscara de plástico. Representa a Fundação mascarada, que utiliza os cegos para arrecadar)

Em um país em que a Convenção Internacional da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência tem força constitucional; em um país cuja árdua e diária luta destas pessoas vem apresentando cada vez mais resultados, ainda que vagarosamente, entidades assistencialistas como a Fundação Dorina representam cada vez mais o retrocesso e o entrave à inclusão (e inclusão, para quem ainda não sabe, nada tem a ver com caridade, já que refere-se única e exclusivamente à garantia de direitos).

Infelizmente, a força desta Fundação vem da estereotipada e preconceituosa imagem social que se tem das pessoas cegas somada ao histórico poder dado a ela pelos governos que, assim, lavam as mãos de sua obrigação de implementar políticas públicas de inclusão, garantindo a elas igualdade no acesso à educação, ao trabalho, à saúde e ao lazer.

Isso significaria, neste caso e entre outras medidas, a regulamentação da lei que obriga as editoras a produzirem seus livros em formatos digitais acessíveis, a implementação de impressoras braile por todo o país e a disponibilização dos serviços de reabilitação e mobilidade para cegos em hospitais públicos, acabando de vez com os monopólios exercidos por esta e outras instituições que recebem gordas verbas governamentais e doações de empresas para atuarem como verdadeiros “gatos”, únicos intermediários entre as pessoas cegas e os produtos e serviços de que necessitam.

Vale ressaltar que Dorina Nowill foi uma extraordinária mulher de seu tempo, um tempo em que não existiam direitos nem tecnologia e a caridade era a única alternativa possível às pessoas com deficiência visual. Seu nome, infelizmente, continua sendo usado hipócrita e descaradamente na tentativa de promover objetivos e valores que já não existem há muito tempo.

Lembramos ainda que, coincidentemente, esta revoltante campanha pedindo doações de 1 real para os pobres e desvalidos ceguinhos brasileiros vem no momento em que esta Fundação alega atravessar mais uma de suas graves e inexplicáveis crises financeiras. Quem sabe o Ministério Público não possa explicá-la?

Já que jamais irão retirar-se e, com isso, dar aos cegos o mínimo da dignidade que merecem, ao menos retirem de circulação esta desrespeitosa e absolutamente vergonhosa campanha, senhores. Nem ela, nem nada do que fazem em nosso nome nesta Fundação nos representa.

MOVIMENTO CIDADE PARA TODOS

(https://www.facebook.com/photo.php?fbid=563735977096560&set=a.236152749854886.56937.100003804894688&type=1)

Blog no WordPress.com.