Compartilhando

3 de julho de 2013

Homenagem a Marco antônio de Queiroz – MAQ

Disponível em http://youtu.be/Hpa3kYKtZIA


Por que partem, tão prematuramente, amigos queridos?

Partem sem avisar, sem se despedir, e nos deixam órfãos e perplexos, aturdidos com a dureza da separação.

Marco Antônio de Queiroz, MAQ, como gosta de ser chamado, é autor do livro “Sopro no corpo: vive-se de sonhos”, com quatro edições em sua primeira versão, de 1986, e edição complementar, em 2005, atualizadora.

Prefacista do livro “Inclusão escolar: à flor da pele”, de Rose Reis de Souza, UNIP, 2010.

Criador do site “Bengala Legal”, ganhador do Prêmio Todos@Web, categoria “Instituição e Personalidade Web”, organizado pelo W3C Brasil, CGI Brasil – Comitê Gestor da Internet, junho de 2012.

Voto de Louvor da Câmara dos Deputados Federal, por seu trabalho em acessibilidade web, encaminhado pela deputada Rosinha da Adefal e atendida e realizada pelo deputado Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados em julho de 2012.

Com intensa participação no movimento da audiodescrição no Brasil, MAQ foi o primeiro jurado com deficiência visual do Festival de Cinema Internacional Assim Vivemos, coordenado pela Lavoro Produções, em 2007, festival em que todos os filmes são audiodescritos.

Prefacista do livro “Audiodescrição: transformando imagens em palavras”, de Lívia Motta e Paulo Romeu Filho, 2010.

Em 2008, foi aclamado “Embaixador da Audiodescrição no Brasil” pelos participantes do 1º Encontro Nacional de Audiodescritores.

Pioneiro na luta e divulgação desse recurso ainda recente, rio e festejou todos os avanços conquistados, chorou todos os tropeços, sempre confiante no sucesso dessa causa.

Texto de Lívia Motta e Paulo Romeu. Narração de Lúcia Maria.

Anúncios

Blog no WordPress.com.